Home»+ Esportes»ATP FINALS E O MARKETING DE FIM DE ANO DO TÊNIS

ATP FINALS E O MARKETING DE FIM DE ANO DO TÊNIS

0
Shares
Pinterest Google+

2014-barclays-atp-world-tour-finals-court-1

Se existe uma coisa que ninguém pode reclamar da ATP é que ela sabe demais como vender o tênis. Desmistificar aquela imagem de que o esporte é chato e difícil de assistir sempre foi a missão dos mandatários do tênis e o ATP Finals é a prova de que eles conseguem.

O ATP Finals de Londres simplesmente elevou ao status de espetáculo o tênis. O último torneio do ano, reunindo os 8 melhores do mundo, cheio de cores e luzes e uma atmosfera que chega a parecer um vídeo game. Muito mais exibição que competição. Resultado = sucesso de público.

Uma espécie de torneio dos campeões, muito mais caprichado do que o resto da temporada, com gráficos e transmissões multimídia sobre os atletas, que são apresentados com status de lutador entrando no ringue.

Vencer não é nem de longe o mais importante, haja vista a temporada 2014 em que Federer desistiu da final para defender a Suíça na final da Copa Davis. Mas ganhar e sempre bom, e Djoko fez isso de novo. Bateu por 2 sets a 0 Roger Federer, com quem deveria ter feito a final em 2014. Com isso Novak Djokovic conquistou seu quinto título na história do torneio e foi o quarto consecutivo do tenista na competição. Ultrapassa Ilie Nastase no número de títulos conquistados no ATP Finals, iguala Pete Sampras e Ivan Lendl e fica atrás somente do próprio Federer, que já conquistou o campeonato seis vezes.

Djokovic com o troféu de campeão. FOTO: ATP
Djokovic com o troféu de campeão. FOTO: ATP

Entre as duplas, os brasileiros tinham grande expectativa em ver o número 1 do mundo, Marcelo Melo, mas o mineiro caiu nas semifinais junto com seu parceiro, Ivan Dodig. O título ficou com o holandês Jean-Julien Rojer e o romeno Horia Tecau, se garantiram como melhor dupla da temporada, ao vencerem o indiano Rohan Bopanna e Florin Mergea, também da Romênia.

O sucesso da revitalização do torneio – antiga Master Cup – já se mostrou evidente desde 2009, quando teve mais 250 mil pessoas presentes aos jogos, mais de 8 milhões de acesso ao site oficial para mais de 175 mil horas de vídeos exibidos. Na TV eram mais de 50 emissoras transmitindo e mais de 180 países assistindo. Em 2015, pelo segundo ano consecutivo mais de 260 mil pessoas foram a O2 Arena durante a competição. Pela TV, 54 emissoras levaram as imagens do torneio para mais de 193 países e 13 milhões de visitantes procuraram os conteúdos do torneio de forma online.

E olha que esse sucesso todo não impediu o banco britânico Barclays a anunciar que este ano seria sua última participação como patrocinador do evento. Mas com chineses e árabes de olho no evento, duvido que demore tanto para outro assumir a chancela do evento.

 

Previous post

MASSACRE DO CORINTHIANS E AS ÚLTIMAS DISPUTAS EM ABERTO NO BRASILEIRÃO

Next post

OS WARRIORS PODERÃO SER A MELHOR EQUIPE DA HISTÓRIA DA NBA?

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *