Home»Futebol Nacional»O SALDO FINAL DOS ESTADUAIS 2015

O SALDO FINAL DOS ESTADUAIS 2015

0
Shares
Pinterest Google+

E então moçada. Não poderíamos deixar os estaduais passar em branco. Vamos fazer agora uma lista de coisas que marcaram os campeonatos pelo Brasil. Teve cada coisa curiosa.

BRASILIENSE – FIM DO JEJUM DO GAMA

1. O Gama encerrou um jejum de 12 anos e chegou ao seu 11º título candango. O caneco veio depois da vitória sobre o Brasília.

O Gama conquistou o título depois de um longo jejum. FOTO: Francisco Stuckert/Futura Press
O Gama conquistou o título depois de um longo jejum. FOTO: Francisco Stuckert/Futura Press

MARANHENSE – IMPERATRIZ CAMPEÃO

1. O Imperatriz conquistou seu segundo título estadual. O Cavalo de Aço derrotou o Sampaio Correia e levantou o título depois de 12 anos, dando um título ao interior depois de seis anos.

O Imperatriz conquista seu segundo título estadual. FOTO: Rhaysa Novakoski/ Imirante Imperatriz
O Imperatriz conquista seu segundo título estadual. FOTO: Rhaysa Novakoski/ Imirante Imperatriz

2. O goleiro do Sampaio Correio saiu tão mal do gol no lance abaixo, que virou destaque Brasil afora.

POTIGUAR – AMÉRICA AUMENTA A FILA DO ABC

1. O América de Natal derrotou o ABC, foi campeão pela 35ª vez e aumentou a fila do rival. Os torcedores tentaram invadir o campo para comemorar e teve que ser contida pela polícia.

Polícia detém torcida do América no Frasqueirão. FOTO: Augusto Gomes/Globo Esporte
Polícia detém torcida do América no Frasqueirão. FOTO: Augusto Gomes/Globo Esporte

SUL-MATOGROSSENSE – COMERCIAL CAMPEÃO

1. O Comercial conquistou o título sobre o Invinhema, mas quem chamou a atenção foi o goleiro Martins. O jogador sofreu um trauma ao se chocar com um jogador do Naviraiense e ainda assim voltou a campo.

PARAENSE – REMO LEVANTA A TAÇA

1. O Remo abdicou do primeiro turno, venceu o segundo deixando de fora o seu arqui-rival e levantou a taça contra o Independente. De quebra, garantiu vaga na série D.

O Remo conquistou o campeonato e a vaga na série D. FOTO: Dedé Mesquita/Ascom Seel
O Remo conquistou o campeonato e a vaga na série D. FOTO: Dedé Mesquita/Ascom Seel

CEARENSE – COM BRIGA, FORTALEZA CONQUISTA O TÍTULO

1. O Fortaleza segurou o empate e foi campeão contra o Ceará, de ressaca pelo título da Copa do Nordeste. Mas a final ficou marcada pela briga generalizada e pela invasão de campo depois do jogo. Lamentável.

Confusão na final do cearense. FOTO: Yngrid Matsunobu
Confusão na final do cearense. FOTO: Yngrid Matsunobu

PERNAMBUCANO – CORAL VOLTA A SER CAMPEÃO

1. De azarão a campeão, o Santa Cruz derrotou o Salgueiro e voltou a honrar sua tradição no estado.

Coral impede título inédito do Salgueiro e volta a ser campeão. FOTO: FPF
Coral impede título inédito do Salgueiro e volta a ser campeão. FOTO: FPF

2. O Salgueiro foi o primeiro time do interior a chegar numa final na história do torneio. Central e Porto já foram vice campeões, porém em regulamentos sem decisão.

3. O Central de Caruaru conquistou o primeiro turno, garantiu vaga na série D e chegou forte ao mata-mata. Porém salários atrasados e problemas internos fizeram com que o time não passasse da quarta posição.

4. O Sport tropeçou na semifinal e ficou de fora da decisão. O Náutico fez ainda pior, não foi ao mata-mata e ficará de fora da Copa do Nordeste de 2016.

GOIANO – GOIÁS FAZ O DEVER DE CASA E CONQUISTA O TÍTULO

1. O Goiás derrotou o Aparecidense e conquistou o título sem muitos problemas. Com o Atlético-GO fora do mata-mata e o Vila na segundona, o esmeraldino sobra no seu estado.

Mesmo descontente com o estadual, Goiás levanta a taça. FOTO: Goiás
Mesmo descontente com o estadual, Goiás levanta a taça. FOTO: Goiás

CATARINENSE – TAPETÃO COLOCA EM CHEQUE TÍTULO DO JOINVILLE

1. O Joinville empatou os dois jogos contra o Figueirense e levou a taça depois depois de um longo jejum. Porém o uso de um jogador irregular contra o Metropolitano tirou quatro pontos do time e o título está sob decisão judicial.

Joinville conquista titulo mas pode perdê-lo no tapetão. FOTO: Eduardo Valente
Joinville conquista titulo mas pode perdê-lo no tapetão. FOTO: Eduardo Valente

2. O Avaí somou apenas um ponto na primeira fase e só não caiu porque o regulamente previa um quadrangular. Sendo assim, somou dez pontos e escapou de uma humilhante queda.

PARANAENSE – OPERÁRIO SURPREENDE E LEVANTA A TAÇA

1. O campeão pelo segundo ano seguido é do interior. O Operário de Ponta Grossa, depois de 103 anos e 14 vices, conquistou seu primeiro título estadual.

Depois de 103 anos, o Operário conquistou seu primeiro título. FOTO: Globoesporte
Depois de 103 anos, o Operário conquistou seu primeiro título. FOTO: Globoesporte

2. O Atlético-PR usou um time B e ficou entre os quatro últimos do campeonato. Venceu o quadrangular do rebaixamento e escapou de um vexame histórico.

3. O Paraná chegou a correr risco de falir durante o campeonato. Sobreviveu e chegou até as quartas, quando foi eliminado pelo Operário.

GAUCHÃO – COLORADO PENTA

1. O Inter conquistou seu pentacampeonato consecutivo, aliás, o sétimo título nos últimos oito anos. Título com sobras.

Colorado conquista o título gaúcho sobre o Grêmio. FOTO: Portal Gauira
Colorado conquista o título gaúcho sobre o Grêmio. FOTO: Portal Gauira

2. O jogador Fabrício teve uma crise de fúria com a torcida colorada no jogo contra o Ypiranga e foi expulso. Foi a última aparição do jogador com a camisa do Inter.

Fabrício tem crise de fúria, briga com torcida e campo e vai embora do Inter. FOTO: Fernando Gomes / Agência RBS
Fabrício tem crise de fúria, briga com torcida e campo e vai embora do Inter. FOTO: Fernando Gomes / Agência RBS

3. Com uma campanha fraquíssima, o Caxias foi rebaixado. Com três vitórias, três empates e nove derrotas, o grená fez uma das suas piores campanhas na história.

4. O Gre-Nal deu exemplo e reservou um espaço nos estádios onde foi realizado para receber torcidas mistas. Foi um sucesso.

Torcida mista foi o grande destaque dos Gre-nais em 2015. FOTO: Gazeta Press
Torcida mista foi o grande destaque dos Gre-nais em 2015. FOTO: Gazeta Press

5. Mas também teve mal exemplo. No empate entre Inter e Brasil de Pelotas tivemos confusão generalizada entre as torcidas e na final, torcedores gremistas depredaram as cadeiras do Beira-Rio.

BAIANO – BAHIA LEVA A TAÇA COM REVIRAVOLTA HISTÓRICA

1. Focado na final da Copa do Nordeste, o Bahia foi derrotado por 3×0 pelo Vitória da Conquista e quase deu adeus a taça. Porém, na volta, o tricolor atropelou e meteu 6×0 no adversário, garantindo a taça.

Bahia conquista a taça, com goleada histórica. FOTO: Felipe Oliveira/ECB Divulgação
Bahia conquista a taça, com goleada histórica. FOTO: Felipe Oliveira/ECB Divulgação

2. O Vitória não passou das quartas-de-final e viu times menores como Vitória da Conquista, Colo Colo e Juazeirense chegarem as semi-finais. E pior, ficou sem uma vaga na Copa do Nordeste 2015.

3. Depois de disputar a Copa do Nordeste, o maior momento de sua história, o Serrano não se encontrou e acabou rebaixado.

MINEIRO – GALO CAMPEÃO COM HERÓI IMPROVÁVEL

1. Depois de mais de um ano sem gols, Jô voltou a marcar na decisão contra a Caldense e logo com o gol do título.

2. A Caldense fez uma campanha histórica, chegou a decisão invicta e com a melhor defesa. Foi perder logo no jogo que lhe daria o bi do Mineiro.

A Caldense não levou o título mas fez uma campanha histórica. FOTO: Douglas Magno
A Caldense não levou o título mas fez uma campanha histórica. FOTO: Douglas Magno

3. O Cruzeiro enfrentou o Galo nas semis e nem o golaço de Arrascaeta salvou o time celeste. Agora são 12 jogos sem vencer o rival.

4. O neto de Pelé participou do campeonato pelo Guarani de Divinópolis, sem grande destaque.

O neto de Pelé integrou o elenco do Guarani. FOTO: reprodução SporTV
O neto de Pelé integrou o elenco do Guarani. FOTO: reprodução SporTV

CARIOCA – VASCO ENCERRA JEJUM

 1. Depois de 12 anos, o Vasco voltou a ser campeão carioca. A vítima foi o Botafogo, derrotado na final por 2×1.

Vasco sai da fila, derrota Botafogo e conquista o Carioca. FOTO: Ferj
Vasco sai da fila, derrota Botafogo e conquista o Carioca. FOTO: Ferj

2. Flamengo e Fluminense brigaram com a Federação Carioca e o rubro-negro chegou a cogitar não disputar o estadual em 2016.

3. Série de pênaltis do Vasco gerou polêmica no Rio: foram nove no estadual, sendo 3 no mesmo jogo, na derrota por 5×4 para o Friburguense.

4. Teve FlaxFlu debaixo d’água, com direito a interrupção da partida e a comemoração de gol com guarda-chuva.

5. Doriva conquistou o título carioca um ano depois de ter sido campeão paulista pelo Ituano. É a primeira vez qui isso ocorre na história.

PAULISTÃO – SANTOS BATE PALMEIRAS E É CAMPEÃO NOS PÊNALTIS

1. Palmeiras e Santos decidiram o Paulistão depois de 13 anos. Numa disputa emocionante, o Peixe levou o título nos pênaltis.

Santos supera Palmeiras e conquista o título paulista. FOTO: Agência Estado
Santos supera Palmeiras e conquista o título paulista. FOTO: Agência Estado

2. Depois de chegar com desconfiança e um contrato de risco, Ricardo Oliveira se destacou, foi artilheiro da competição e principal nome do Santos.

3. O Palmeiras quebrou o jejum sem vencer clássicos com um 3×0 sobre o São Paulo, com direito a gol do meio de campo de Robinho.

4. O goleiro Felipe Alves do Audax ganhou os holofotes ao chapelar o jogador Ricardinho, do Ituano, dentro de sua área.

5. Num calvário que parece não ter fim, a Portuguesa foi rebaixada para a segundona do Paulistão.

E olha que ainda tem campeonato acontecendo! Outros 12 estaduais estão em andamento e vão entrar pelo Brasileirão a dentro.

Previous post

A COPA DO MUNDO DO NORDESTE

Next post

JUVE RENASCE, MESSI ANTOLÓGICO E A CHAMPIONS VAI CHEGANDO A SUA APOTEOSE

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *