Home»Especiais»GÊNIOS DO ESPORTE | PAULO ROBERTO FALCÃO

GÊNIOS DO ESPORTE | PAULO ROBERTO FALCÃO

0
Shares
Pinterest Google+

cabeçalho

Paulo Roberto Falcão, nascido em 16/10/1953 em Abelardo Luz/SC foi um dos maiores meias do futebol mundial que marcou época no SC Internacional, na Roma e na Seleção Brasileira, tendo jogado ainda pelo São Paulo, porém, com menos destaque. Destacava-se por um futebol vistoso e clássico e extremamente técnico que o tornou um dos maiores ídolos do Inter e da Roma.

Cria das categorias de base do Inter, Falcão começou a carreira em 1973 destacando-se pela visão de jogo, dribles, uma ótima chegada ao ataque – que lhe rendeu muitos gols – e ainda uma elegância rara para jogar, aliada a muita inteligência. Com tantos atributos se tornou rapidamente o comandante do ótimo meio campo do Inter na época.

Os títulos não demoraram a vir e, já em 73, conquistaria o primeiro campeonato gaúcho, feito repetido nos anos de 74, 75, 76 e 78. Mas os grandes títulos que Falcão conquistou pelo Colorado foram os Campeonatos Brasileiros de 75, 76 e 79 (este último invicto), os únicos do time Gaúcho até hoje, que marcaram uma das gerações mais vencedoras do clube.

Depois de tantas conquistas Falcão foi negociado com a Roma onde também marcou seu nome na história do clube. Foi o grande destaque da conquista do Scudetto da temporada 82-83, fato que não ocorria desde 1942, o que fez dele um ídolo em Roma e rendeu-lhe a alcunha de “Rei de Roma”. Conquistou ainda a Copa da Itália em 81 e 84 antes de voltar ao futebol brasileiro. Na Itália, ainda e é respeitado e idolatrado até hoje.

falcaoselecao4

Na seleção formou um meio campo sensacional naquele que é considerado um dos maiores times de todos os tempos no futebol mundial. Ao lado de Sócrates e Zico foi um dos craques que entrou em campo na copa de 82, sendo destaque da campanha que terminou na famosa “Tragédia do Sarriá”. Jogou ainda a copa de 86, ainda sobre o Comando de Telê Santana. Tem um total de 34 partidas e 7 gols pela seleção.

Na sua volta ao Brasil, depois da histórica passagem por Roma, ainda jogou no São Paulo em 85 e 86, conquistando o Paulistão de 85 e encerrando a carreira, abreviada por problemas no joelho.

Fora dos gramados Falcão atuou como técnico, começando logo pela seleção brasileira em 90, após o fiasco na Copa do Mundo daquele ano. Teve uma curta passagem no comando da amarelinha, sendo prejudicado pela pressão e pelos resultados inexpressivos alcançados, embora tenha sido vice-campeão da Copa América. Passou pelo América do México (91 e 92), pelo Inter (93) e pela Seleção Japonesa (94 e 95). Viveu um período de 14 anos como comentarista de futebol na Rede Globo e retornou em 2010 a carreira de treinador, ficando mais um curto período no Internacional,  onde foi campeão estadual, e ainda no Bahia em 2012. Atualmente está sem clube.

Apesar da carreira como técnico não ser tão vencedora quanto a de jogador, Falcão é sem duvidas um dos maiores nomes da historia do futebol brasileiro e mundial e, talvez, o mais elegante de todos.

geniosdoesporte

 

Previous post

JOGADAS DA SEMANA | Ibracadabra faz outra obra prima

Next post

Quando o futebol passou a ter regras?

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *