Home»Especiais»A ORIGEM E HISTÓRIA DAS PARALIMPÍADAS

A ORIGEM E HISTÓRIA DAS PARALIMPÍADAS

5
Shares
Pinterest Google+

Há pelo menos 100 anos, o esporte tem disputas entre atletas com algum tipo de deficiência física. Em 1888, Berlim, na Alemanha, já contava com clubes que promoviam a participação de surdos nos esportes. Mas foi somente depois da Segunda Guerra Mundial (1939-1945) que o esporte paralímpicos ganhou força. E a história das Paralimpíadas está diretamente ligada a Ludwig Guttmann, um alemão de origem judia.

Guttmann era neurologista e, em 1939, saiu da Alemanha nazista e se estabeleceu com sua família na Inglaterra, trabalhando na Universidade de Oxford. Em 1943, o governo britânico o colocou para chefiar o Centro Nacional de Traumatismos, em Stoke Mandeville, como parte de um plano de reabilitação de soldados que serviram na Segunda Guerra Mundial. Conhecida como Enfermaria X (Ward X, em inglês) e dotada de 26 leitos para mutilados de guerra e pacientes paralíticos, a unidade dirigida por Guttmann iria se tornar o Centro Nacional de Lesões da Coluna, no Hospital de Stoke Mandeville.

Ludwig Guttmann era médico e foi quem colocou a semente para o que viria a ser os Jogos Paralímpicos FOTO: Bettmann/Corbis)
Ludwig Guttmann era médico e foi quem colocou a semente para o que viria a ser os Jogos Paralímpicos FOTO: Bettmann/Corbis)

Como antes da Segunda Guerra o deficientes eram tidos como vidas de curta duração e de má qualidade, não haviam grandes esforços para reabilitar deficientes físicos. Para mudar isso, Guttmann uniu trabalho e esporte em sua filosofia de tratamento de seus pacientes, usando basquetebol, tiro com arco, dardos e bilhar no tratamento. A recuperação de veteranos de guerra motivou cada vez mais a adaptação de esportes e sua prática.

Com o tempo, o método de Guttmann obteve sucesso e isso o motivou a promover, em 28 de julho de 1948, o primeiro evento esportivo exclusivo para portadores de deficiência, com a participação de dois grupos de arqueiros paraplégicos e um jogo de basquete em cadeira de rodas. Era o mesmo dia em que começavam os Jogos Olímpicos de Londres, a apenas 56 km de Stoke Mandeville. O evento tornou-se anual e em 52, passou a ser internacional, recebendo atletas holandeses, sendo conhecido como Jogos Internacionais de Stoke Mandeville. Estava pronto o embrião das Paralimpíadas.

Cerimônia de encerramento dos Jogos Internacionais de Stoke Mandeville International de 1962. FOTO: IPC
Cerimônia de encerramento dos Jogos Internacionais de Stoke Mandeville International de 1962.
FOTO: IPC

Em 1960, Roma recebeu a nona edição dos jogos. A cidade italiana recebia no mesmo ano os Jogos Olímpicos e graças aos esforços de Guttmann, as duas competições se reuniam. Assim, 400 atletas de 23 países competiram em provas exclusivas para usuários de cadeira de rodas no tênis de mesa, tiro com arco, basquete, natação, esgrima e atletismo. A competição também ocorreu em Tóquio, 1964, novamente na mesma sede dos Jogos Olímpicos. O curioso é que, nessas duas edições, o nome oficial da competição era Jogos Internacionais de Stoke Mandeville. Entretanto, já era comum — principalmente para a imprensa — o uso do nome “Paralimpíadas” para designar o evento.

Cerimônia de abertura dos Jogos Paralímpicos de Roma 1960. FOTO: IPC
Cerimônia de abertura dos Jogos Paralímpicos de Roma 1960. FOTO: IPC

Depois das duas primeiras edições simultâneas, os jogos de 68 e 72 foram em cidades diferentes. Problemas de acessibilidade aos locais de competição – ainda não havia tanto empenho do COI em preparar uma organização adequada para as competições paralímpicas – tiraram os jogos da Cidade do México e Munique. É bem verdade que no caso mexicano, o fator financeiro também pesou. Em todo caso, as competições de 68 aconteceram em Tel Aviv, Israel, e as de 72 foram em Heidelberg, alternativa alemã para sediar os Jogos.

Esse modelo de realizar a competição paralímpica em outra cidade, porém no mesmo país, também foi adotado em 76, quando Toronto foi escolhida, enquanto Montreal sediava as Olimpíadas. Essa edição foi marcada pelo aumento no número de atletas e de novas categorias. Pela primeira vez foram realizados eventos para deficientes visuais, amputados, pessoas com lesão na medula espinhal, entre outros, totalizando 1600 atletas de quarenta países. O ano de 1976 também marcou a realização dos primeiros Jogos Paralímpicos de Inverno, em Örnsköldsvik, Suécia.

A era moderna dos Jogos Paralímpicos veio em 1988, quando a organização dos Jogos passou a ser feita de forma conjunta com o comitê que organizava os Jogos Olímpicos. Os Jogos de Seul foram um marco, com o programa sendo expandido para dezessete esportes, que passaram a ter um sistema de classificação por tipo e grau de deficiência. Desde a Olimpíada de Seul-1988, na Coreia do Sul, e da Olimpíada de Inverno em Albertville-1992, na França, os Jogos Paralímpicos são disputados nas mesmas cidades e locais de competição dos Jogos Olímpicos, em acordo com os respectivos Comitês Internacionais.

Um ano após os Jogos de Seul o Comitê Paralímpico Internacional foi fundado, reunindo 167 países. Sua relevância cresceu ao ponto de, em 2000, o IPC e o COI assinarem um acordo de cooperação, segundo a qual a eleição da cidade-sede dos Jogos Olímpicos passaria a incorporar exigências relativas aos Jogos Paralímpicos. Era um nível nunca antes alcançado pelo esporte paralímpico.

Atletas competem na prova dos 5000 m T54 masculina nos Jogos Paraolímpicos de Londres FOTO: IPC
Atletas competem na prova dos 5000 m T54 masculina nos Jogos Paraolímpicos de Londres FOTO: IPC

E os Jogos desde então são cada vez mais bem organizados e os atletas evoluem para além dos limites antes intransponíveis por suas limitações físicas.Com o passar dos anos, o esporte paralímpico ganhou força e representatividade e talvez seja uma das mais fortes personificações do espírito olímpico.

Previous post

CHAMA O BAIXINHO QUE ELE RESOLVE! O DIA DE ROMÁRIO

Next post

A HISTÓRIA DA COPA DO MUNDO DE FUTSAL

7 Comments

  1. Avatar
    21/08/2019 at 15:01 — Responder

    Amei o texto mais eu procuro algo um pouco mais resumido

  2. Avatar
    Guttmann
    23/04/2019 at 11:16 — Responder

    perfeito

  3. Avatar
    06/11/2018 at 11:36 — Responder

    Excelente texto

    • Avatar
      07/11/2018 at 15:31 — Responder

      Muito obrigado, Rodrigo. Veja mais em nosso blog. Existem vários conteúdos bacanas. Aceitamos sugestões também.

      • Avatar
        Gabriel
        22/05/2019 at 22:03 — Responder

        Saberia me dizer quem é o autor do texto e em que ano foi escrito, é que preciso pra apresentar um trabalho!! Excelente texto!!

        • Avatar
          27/05/2019 at 14:05 — Responder

          Olá, Gabriel! Que bom que o texto foi útil!. Quem escreveu foi nosso editor, o Bruno Santos. Se você quiser mais informações sobre as fontes pesquisadas, envie um email para o contato@blogstartsports.com.br. Obrigado e bom trabalho!

  4. Avatar
    16/09/2016 at 19:14 — Responder

    perfect

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *