Newsletter subscribe

Copa do Brasil, Start Sports

A final rubro-negra da Copa do Brasil

Posted: 20/11/2013 às 12:12   /   by   /   comments (0)

final-ida

A Copa do Brasil chega a sua grande decisão sem nenhum de seus favoritos. Para uma competição que começou valorizada com a presença dos participantes da Libertadores e ainda com equipes gabaritadas do Campeonato Brasileiro a final rubro-negra que se desenhou é no mínimo surpreendente. 87 times depois, Flamengo e Atlético-PR chegam à final e fazem seu primeiro duelo na história da competição.

O Flamengo ressurgiu das cinzas desde que o técnico Jaime de Almeida aceitou segurar o rojão deixado por Mano Menezes, que caiu, curiosamente, depois da surra levada dentro do Maracanã para o próprio Atlético-PR. O time carioca passou de mero coadjuvante na competição para protagonista, depois da emblemática vitória de 1×0 sobre o poderoso Cruzeiro, que eliminou a máquina de gols do Brasileirão. Na mesma onda, atropelou o Botafogo e espantou o Goiás, duas equipes que disputam vaga no G4 do Brasileirão. No elenco, nenhum craque e, o principal destaque, vem sendo o goleador Hernane Brocador,  que saiu do quase esquecimento com Mano, para a artilharia da competição.

Festa Flamenguista na goleada de 4x0 sobre o Botafogo. FOTO: André Durão

Festa Flamenguista na goleada de 4×0 sobre o Botafogo. FOTO: André Durão

O Atlético-PR trouxe a arrancada do Brasileirão para a Copa do Brasil. Sem craques, com um elenco barato e um time bem preparado, o time curitibano eliminou os favoritos Grêmio e Inter, chegando a final de forma irretocável. O time firma-se na experiência do interminável Paulo Baier, na habilidade do atacante Marcelo e nos gols de Éderson. Assim como o Brocador, o goleador do Furacão era reserva e nem de longe seria cogitado para a artilharia do Brasileirão.

Jogadores do Atlético comemoram empate no Olímpico. FOTO: André Antunes/AE

Jogadores do Atlético comemoram empate no Olímpico. FOTO: André Antunes/AE

O Mengão jogou 12 vezes nesta Copa do Brasil, venceu 10, empatou 1 e perdeu apenas 1, eliminando Remo, Campinense, ASA, Cruzeiro, Botafogo e Goiás. Já o Furacão, entrou em campo 11 vezes, com 6 vitórias, 4 empates e 1 derrota. Deixou para trás o Brasil de Pelotas, América-RN, Paysandú, Palmeiras, Internacional e Grêmio.

Como se pode ver as duas equipes até se parecem um pouco. A partir de hoje, teremos uma final equilibrada e, a Copa do Brasil não foi o que todos esperavam, pelo menos terminará em grande estilo.

1422513_761036713913707_565258259_n

Comments (0)

write a comment

Comment
Name E-mail Website