Home»Futebol Nacional»Brasileirão»Segunda rodada em dia de Libertadores deixa Brasileirão em segundo plano

Segunda rodada em dia de Libertadores deixa Brasileirão em segundo plano

0
Shares
Pinterest Google+

Brasileirão

 

E o Campeonato Brasileiro segue seu ritmo lento de competição que começou morna e dessa vez ainda teve que competir por atenção com a Libertadores. Com a maioria dos time ainda em formação, ainda não vieram os bons jogos, mas já houve alguma emoção. Quem começou com tudo foi o São Paulo que atropelou o Vasco com um 5×1 que valeu a segunda vitória seguida e a liderança. Os destaques da partida foram Aloísio e Luís Fabiano, que comandaram a goleada e figuraram na seleção da rodada.

Em grande noite, Fabuloso marca dois. Foto: Daniel Guimarães/Agência Estado
Em grande noite, Fabuloso marca dois. Foto: Daniel Guimarães/Agência Estado

Em Recife, o Vitória deu uma amostra de que os Aflitos não assuntam mais ninguém. Passou fácil pelo Náutico, com um 3×0 soberano, gols de Edson Magal e Maxi Biancucchi (2), mostrando que voltou forte para a série A, sob comando do argentino primo de Messi, de longe a melhor atuação da rodada. Ao contrário do alvinegro baiano, o seu rival tricolor vai mal das pernas. O empate em 0x0 com o Coritiba em Pituaçú, depois de sofrer uma pressão terrível, mostrou que o Bahia vai ter que lutar muito para não cair.

Festa tricolor nos Aflitos. Foto:  (Foto: Allan Torres/Fotoarena/Folhapress)
Festa tricolor nos Aflitos. Foto: (Foto: Allan Torres/Fotoarena/Folhapress)

Na mesma linha está o Flamengo, que não consegue se encontrar e, jogando em Juiz de Fora, foi derrotado pela Ponte Preta por 2×0, com uma ótima partida de Cicinho, que seja na lateral, seja na meia, segue como o melhor jogador do time. Os Santos também começa a preocupar. Perdeu para o Botafogo por 2×1, numa grande atuação de Fellype Gabriel, e mostrou que a era pós-Neymar (que agora também será sem Muricy Ramalho) será muito dura.

Entre os favoritos que não venceram na estreia, o Inter derrotou por 2×0 a boa equipe do Criciúma e conquistou seu primeiro triunfo. Os autores dos gols foram Willians e Moledo, que foram também os maiores nomes em campo. Já o Corinthians teve que suar para arrancar o empate com o Goiás, no Serra Dourada, por 1×1.

Deixamos por último a partida que abriu a rodada, Atlético-PR x Cruzeiro, por ser essa a maior aberração da rodada. O jogo foi muito disputado, com o Furacão abrindo 2×0 e depois sofrendo o empate da raposa, com direito ao primeiro gol de Dedé com a camisa celeste e uma grande atuação do arqueiro Weverton. Mas isso não chamou tanto a atenção quanto o estado ridículo do gramado da Vila Olímpica do Boqueirão, ou o horário absurdo de 15h de uma quarta-feira, levando-se em conta que o dia seguinte seria feriado.

Jogadores de Cruzeiro e Atlético-PR lutam contra o péssimo gramado.
Jogadores de Cruzeiro e Atlético-PR lutam contra o péssimo gramado.

Somando isso ao fato da rodada coincidir com as quarta-de-final da Libertadores – o que adiou as partidas entre Atlético-MG x Grêmio e Portuguesa x Fluminense – notamos que a CBF ainda não tem o devido cuidado com seus produtos, uma vez que, com uma rodada bagunçada como essa, é difícil para qualquer um vender o Campeonato Brasileiro para o exterior. Já foi pior, mas está longe de ser o melhor.

Fechando o post, claro, a seleção da rodada:

SELEÇÃO-DA-RODADA

 

Obs: Desta vez a seleção não contou com os votos do @Cirio_Oliveira, do qual ainda não temos notícia do estado de saúde, que foi muito abalado pela partida entre Atlético-MG x Tijuana.

Previous post

A Libertadores do Galo

Next post

Dez jogos memoráveis do Maraca

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *