Home»Futebol Internacional»Champions League»VAMOS FALAR DE CHAMPIONS! O ESPETÁCULO ESTÁ DE VOLTA

VAMOS FALAR DE CHAMPIONS! O ESPETÁCULO ESTÁ DE VOLTA

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

champions3

A fase de grupos da Champions League começa hoje. Esta edição já é histórica por ser sua 60ª edição. Nascida como Taça dos Clubes Campeões Europeus na temporada 55/56 passou por transformações até chegar ao seu atual formato. No formato mais recente inclui, além dos campeões das principais ligas, mais dois ou três clubes melhores colocados das principais ligas europeias, além de alguns campeões de ligas menores.

Nesta edição, chama atenção na distribuição dos grupos, o fato da mudança de critério na atribuição dos cabeças de chave. Os campeões dos oito países mais bem ranqueados na UEFA são os cabeças de chave. O que causa absurdos como Zenit e PSV como cabeças de chave e o Real Madrid, maior campeão do torneio, fora da lista. Por outro lado aumenta a possibilidade de grupos da morte com dois ou mais times grandes se enfrentando.

Nessa temporada é difícil imaginar que haja algum time surpreendendo e chegando às finais como nas ultimas três temporadas com Borussia Dortmund Atlético de Madrid e Juventus. Mas sempre pode ocorrer. O título provavelmente estará entre os favoritos de sempre, Real Madrid Barcelona e Bayern de Munique e talvez o Manchester City se conseguir confirmar seu poderio financeiro e técnico no torneio continental. PSG e Manchester United devem correr por fora.

Grupo A

Num Real com poucas caras novas, Danilo é uma dos novidades. FOTO: UEFA
Num Real com poucas caras novas, Danilo é uma dos novidades. FOTO: UEFA

No grupo A estão Paris Saint-Germain, Real Madrid, Shaktar e Malmoe. É um dos grupos que tem dois grandes juntos. Devem passar o Real e o PSG, com os dois disputando pra ver quem passa em primeiro. O Real chega com a mesma base dos anos anteriores mas com a duvida por estar com técnico novo e ainda se ajustando. Por outro lado chega reforçado, principalmente de Danilo, ex-Porto, e do promissor Kovacic vindo da Inter de Milão.

O PSG já consolidado como força dominante na França tenta superar o desempenho das ultimas temporadas e chegar às fases mais agudas da competição. Para isso continua abrindo os cofres e trazendo estrelas. O da vez é o excelente Ángel di María vindo do United por valores absurdos.

Os demais times do grupo devem mesmo ser sacos de pancada e distribuírem pontos aos dois grandes.

Grupo B

United volta a CHampions, com Depay e Shweinsteiger. FOTO: UEFA
United volta a CHampions, com Depay e Shweinsteiger. FOTO: UEFA

No grupo B o destaque é a volta do Manchester United, ausente da última edição depois da saída de Alex Ferguson. Depois de quase 300 milhões de euros gastos na reformulação com Van Gaal o time volta ao cenário internacional com ótimas peças adquiridas como os jovens Memphis Depay e Martial que se juntam a Ander Herrera como valores para o futuro. Destaca-se ainda a chegada de Schweinsteiger para dar força ao meio campo. Pode ter vida difícil no grupo por ainda ser um time em formação e que não inspira confiança mas é favorito.

Os demais times do grupo provavelmente disputarão o segundo lugar mas podem complicar a vida do Manchester. A disputa maior deve ser entre Wolfsburg e CSKA que possuem bons times. O PSV não deve conseguir muita coisa no grupo.

Grupo C

Astana é o primeiro clube do Cazaquistão a disputar a fase final da Champions. FOTO: UEFA
Astana é o primeiro clube do Cazaquistão a disputar a fase final da Champions. FOTO: UEFA

No grupo C se encontram Benfica, Atlético de Madrid, Galatasaray e o desconhecido Astana do Cazaquistão, o primeiro time deste país a participar da Champions.

O Atlético de Madrid deve ser o favorito embora não tenha mais a força de dois anos atrás, quando por pouco não foi campeão. Perdeu peças importantes como Arda Turan e Mandzukic mas trouxe o bom Jackson Martinez e consegue manter uma boa base de temporadas anteriores.

Galatasaray e Benfica devem fazer uma equilibrada disputa pela segunda vaga enquanto o Astana apenas participará da competição.

Grupo D

Sterling e De Bruyne estão entre as caras novas do City. FOTO: UEFA
Sterling e De Bruyne estão entre as caras novas do City. FOTO: UEFA

O Manchester City é o grande favorito do grupo e tenta, finalmente, mostrar força na Champions. Para isso gastou absurdos em reforços para o time que já era forte anteriormente. Contratou grandes nomes como Sterling, do Liverpool, De Bruyne e Nicolás Otamendi para tentar chegar mais longe na competição. Pela força do elenco pode se incluir entre os candidatos ao titulo mas terá que superar a camisa e a força dos grandes favoritos.

A Juventus não é mais a equipe que era no ano passado. Perdeu Pirlo, Vidal e Tevez e com isso perdeu a base de seu time. Ainda está se reformulando e não está bem no inicio do Italiano. Briga com o Sevilla pela segunda vaga mas os espanhóis devem complicar sua vida embora também não tenham começado bem no Campeonato Espanhol. O Borussia Monchengladbach deve ser o azarão do grupo.

Grupo E

O atual campeão Barcelona não deve ter muitos problemas na primeira fase. FOTO: UEFA
O atual campeão Barcelona não deve ter muitos problemas na primeira fase. FOTO: UEFA

O grupo deve ser dominado pelo atual campeão Barcelona. O time de 175 gols no ano passado é o mesmo da ultima temporada e ainda terá os reforços de Arda Turan e Alexi Vidal no time que já é forte com o trio MSN.

Bayer Leverkusen e Roma brigam arduamente pela segunda vaga. O foco da equipe italiana é ganhar o Campeonato Italiano, o que pode pesar na briga com o time alemão. Bate Borisov é o azarão do grupo.

Grupo F

Thomas Muller será um dos comandantes do Bayern, que tenta reconquistar o título. FOTO: UEFA
Thomas Muller será um dos comandantes do Bayern, que tenta reconquistar o título. FOTO: UEFA

O Bayern é um dos favoritos a conquista do titulo nessa temporada embora não esteja empolgando no inicio da temporada. Apesar da saída do ídolo Schweinsteiger se reforçou com Douglas Costa e Arturo Vidal para suprir as carências do time.

O Arsenal deve se classificar mas não vai muito longe na competição. Continua com o mesmo time do ano passado que já não obteve muitos resultados.

Olympiakos e Dynamo Zagreb não devem fazer grandes coisas no grupo além de tirar um ou outro ponto dos demais.

Grupo G

Grupo fácil para os Blues na primeira fase. FOTO: UEFA
Grupo fácil para os Blues na primeira fase. FOTO: UEFA

É um grupo teoricamente fácil para o Chelsea, mesmo com o péssimo inicio de campeonato dos blues na Premier League. Parece que será mais um ano em que a tensão e as dificuldades de relacionamento de Mourinho com seus jogadores terminam com o trabalho do técnico. Mas ainda dá para se classificar num grupo que tem o Porto e, como coadjuvantes o Dynamo de Kiev e o Maccabi Tel Aviv. O Porto briga pela segunda vaga com o Dynamo de Kiev.

Grupo H

Como cabeça de chave questionável, Zenit pode se aproveitar de grupo sem grandes para avançar. FOTO: UEFA
Como cabeça de chave questionável, Zenit pode se aproveitar de grupo sem grandes para avançar. FOTO: UEFA

O grupo H é o do cabeça de chave mais questionável de todos. É onde aparece o efeito da nova forma de sorteio dos grupos com o Zenit como cabeça de chave.

O grupo é equilibrado e tem uma boa chance para o Valencia voltar a chegar ao mata mata da Champions. Deve brigar com o Zenit pela classificação e pela passagem em primeiro. Ainda conta com o Lyon da França brigando por fora e podendo surpreender. O belga Gent é o azarão do grupo. Nesse caso pode até definir a sorte de um dos outros três tirando pontos de um deles.

Post Anterior

EMPATE EMOCIONANTE NO MINEIRÃO É O DESTAQUE DA RODADA

Próximo Post

GP DE CINGAPURA 2014: HAMILTON DEU SHOW, ASSUMIU A LIDERANÇA E NÃO LARGOU MAIS

Sem Comentários

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *