Home»Futebol Nacional»Brasileirão»Série C»NOS RINCÕES DO FUTEBOL BRASILEIRO – PARTE 6

NOS RINCÕES DO FUTEBOL BRASILEIRO – PARTE 6

0
Shares
Pinterest Google+

Brasileirão

SÉRIE C EM RITMO DE SEMIFINAIS

As semifinais da Série C começaram de forma surpreendente, sendo foram marcadas por goleadas dos mandantes nos seus jogos de ida. Paysandu e Macaé se deram bem.

Paysandu enfia 4 a 1 no Mogi Mirim e dá grande passou para a final

Jogando em casa e contando com a força de quase 20 mil torcedores no Mangueirão, o Paysandu “atropelou” o Mogi Mirim por 4 a 1 com gols de Bruno Veiga aos 2 e 21 minutos do primeiro tempo, Pablo aos 27, também do primeiro tempo, e Charles aos 16 do segundo tempo. Já o Mogi descontou com um gol de Thomas Anderson aos 40 do segundo tempo, dando um pouco de esperança para a torcida do Sapo.

Bruno Veiga foi o destaque do jogo com dois gols para o Paysandu. FOTO: Akira Onuma/O Liberal
Bruno Veiga foi o destaque do jogo com dois gols para o Paysandu. FOTO: Akira Onuma/O Liberal

O jogo da volta está marcado para o domingo dia 09/11, às 16 horas (horário de Brasília), no estádio Romildo Ferreira, em Mogi Mirim – SP. O Papão estará na final, mesmo se perder por dois gols de diferença ou três, desde que marque dois ou mais gols. Ao Mogi, resta vencer por 4 gols de diferença ou pelo placar de 3 a 0. 4 a 1 para o Mogi Mirim leva a decisão para os pênaltis.

Macaé faz 4 a 0 no CRB e está com “um pé e meio” na final

O Macaé deu um passo enorme para jogar a final da Série C do Brasileirão. Com uma atuação de gala, o Alvianil Praiano “massacrou” o CRB por 4 a 0 com gols de João Carlos aos 15 e Lucas aos 39 do primeiro tempo, Juba aos 4 e Jonathan Balotelli aos 20 do segundo tempo. Destaque para a obra prima de Juba.

Juba (ao centro) fez um golaço, o terceiro da vitória do Macaé por 4 a 0. FOTO: Tiago Ferreira / Divulgação
Juba (ao centro) fez um golaço, o terceiro da vitória do Macaé por 4 a 0. FOTO: Tiago Ferreira / Divulgação

No jogo da volta que será disputado no sábado dia 08/11, às 17 horas (16 horas no horário local), no estádio Rei Pelé, em Maceió – AL. O Macaé pode perder por até 3 gols de diferença ou por 4 gols (desde que também marque gols), que estará na final da Série B. Ao CRB só resta fazer o milagre de vencer o Macaé por 5 ou mais gols de diferença para poder ir a final. 4 a 0 para o CRB leva a decisão para os pênaltis.

FINAL DA SÉRIE D DEFINIDA

Após 3 meses e meio de disputa, a Série D chega ao seu final. Dos 41 times de todas as unidades federativas do país, somente Tombense ou Brasil de Pelotas terão a chance de poderem celebrar um título inédito para ambas as equipes.

Tombense marca primeiro, leva o empate, mas está em uma final histórica

Jogando no estádio Presidente Médici, em Itabaiana, o Tombense controlou os nervos, marcou primeiro com Elvis aos 47 do primeiro tempo, levou o empate com gol de Bibi aos 21 do segundo tempo, mas soube administrar a vantagem adquirida no jogo de ida por 1 a 0 (gol também marcado por Elvis) e está na sua primeira final em uma competição de nível nacional. O feito é ainda maior, justamente por esta ser sua primeira participação em competições deste nível.

Elvis, o herói da classificação inédita do time mineiro para a final da Série D. FOTO: Osmar Rios.
Elvis, o herói da classificação inédita do time mineiro para a final da Série D. FOTO: Osmar Rios.

Confusão e briga generalizada marcam a classificação do Brasil de Pelotas à final

O outro finalista da Série D é o Brasil de Pelotas. Em um jogo onde o destaque foi uma briga generalizada iniciada aos 31 do segundo tempo, o Brasil de Pelotas, que poderia perder até por um gol de diferença, fez 2 a 0, logo de cara, no Londrina. Os gols xavantes foram de Nena, aos 37 minutos do primeiro tempo e 1 minuto do segundo tempo. Já o Londrina empatou com gols de Diego Roque aos 20 e Sílvio aos 24 minutos do segundo tempo.

A confusão começou aos 31 do segundo tempo. De acordo com o site globoesporte.com: “Uma briga generalizada ocorreu no Estádio do Café. Eduardo Martini agrediu um membro da comissão técnica do Londrina e o confronto ficou paralisado. O goleiro também foi para rua e retirado pela polícia.

Confusão generalizada marcou jogo da volta entre Londrina e Brasil de Pelotas. FOTO: Roberto Custodio/Jornal de Londrina
Confusão generalizada marcou jogo da volta entre Londrina e Brasil de Pelotas. FOTO: Roberto Custodio/Jornal de Londrina

A confusão se acentuou com a entrada de um profissional do Xavante no gramado com um espeto de churrasco. Ele foi detido pela polícia. Durante a confusão, Alan Vieira também levou vermelho. O jogo ficou paralisado por 25 minutos. Alex Amado deixou o campo para a entrada de Anderson no gol dos visitantes. O técnico Tencati, do Londrina, também foi expulso”.

Previous post

JOGADAS DA SEMANA | GOLAÇO NA SÉRIE C É DESTAQUE

Next post

O FUTEBOL BRASILEIRO COM CARA DE MINAS

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *