Home»Futebol Nacional»Brasileirão»Série C»NOS RINCÕES DO FUTEBOL BRASILEIRO – PARTE 5

NOS RINCÕES DO FUTEBOL BRASILEIRO – PARTE 5

0
Shares
Pinterest Google+

Brasileirão

A um passo do paraíso

A Série B do futebol brasileiro deixou de ser o “fim do mundo” para os clubes médios e pequenos do Brasil. Com transmissão ao vivo na TV aberta e de todos os jogos na TV fechada, além da constante presença de um time “grande” por lá, nos últimos anos a segunda divisão do Campeonato Brasileiro é hoje bem mais atrativa e valorizada que em períodos anteriores.

E os quatro times a seguir carimbaram seu passaporte para a Segundona em 2015. Vamos conhecer um pouco mais sobre a história deles e como foi o jogo decisivo para que alcançassem tal feito.

Jogo equilibrado em Juiz de Fora garante o acesso do Papão. FOTO: SporTV
Jogo equilibrado em Juiz de Fora garante o acesso do Papão. FOTO: SporTV

Paysandu Sport Club (Paysandu-PA)

Fundado em 2 de fevereiro de 1914, por membros do antigo Norte Club, o Paysandu Sport Clube, de Belém do Pará, é considerado o maior clube da Região Norte do Brasil. O “Papão da Curuzu” possui muitos feitos importantes. Entre eles, podemos destacar uma Copa dos Campeões Regionais em 2002, 2 títulos da Série B do Brasileirão (1991 e 2001) e uma Copa Norte (2002). Além disso, o Papão terminou em 9º lugar da Libertadores de 2003, tendo derrotado o Boca Juniores na temida “La Bombonera” no jogo de ida das oitavas de final daquela competição. O Paysandu já disputou 20 vezes a Série A do Brasileirão, tendo como melhor campanha um 11º lugar no ano de 1993.

O Papão alcançou o acesso após vencer novamente o Tupi, desta vez em Juiz de Fora, por 1 a 0, com gol marcado por Ruan no segundo tempo do jogo. O Paysandu volta a Série B após ter sido rebaixado no ano passado. Parabéns Papão, recebido com festa pela sua torcida.

Festa do torcida do CRB, com a volta a série B. FOTO: Ailton Cruz/ Gazeta de Alagoas
Festa do torcida do CRB, com a volta a série B. FOTO: Ailton Cruz/ Gazeta de Alagoas

Clube de Regatas Brasil (CRB-AL)

Fundado em 20 de setembro de 1912, o Clube de Regatas Brasil, mais conhecido pela sigla do seu nome (CRB), está localizado em Maceió, Alagoas, e teve sua história iniciada nas regatas, só aderindo ao futebol em 1916. No futebol os grandes feitos do “Galo da Campina” são a conquista de uma Copa do Nordeste (1975) e de 27 campeonatos estaduais. O clube disputou a Série A do Brasileirão 9 vezes, sendo que sua melhor participação foi um 17º lugar no ano de 1976. Porém, em outros esportes o CRB já foi bem mais longe. O feito máximo da história do clube foi a conquista do Campeonato Sul Americano de Vôlei no Chile, em 1969.

O CRB alcançou o acesso também com duas vitórias. Após vencer o Madureira fora de casa por 2 a 1, o Galo fez o dever de casa e venceu por 2 a 0, com gols de Daniel Marques aos 27 do primeiro e Clebinho aos 25 do segundo tempo. Parabéns ao Galo da Campina.

0x0 garante o acesso do Mogi. FOTO: Rafael Bertanha/ E Aí? Produções
0x0 garante o acesso do Mogi. FOTO: Rafael Bertanha/ E Aí? Produções

Mogi Mirim Esporte Clube (Mogi Mirim-SP)

O primeiro a garantir o acesso foi o Mogi Mirim. Fundado em 1º de fevereiro de 1932, o Mogi Mirim Esporte Clube, da cidade homônima no interior de São Paulo, só se profissionalizou a partir da década de 1950. Entre seus grandes feitos, o “Sapo” conquistou dois campeonatos paulistas da Série A2, em 1985 e 1995. O clube nunca disputou a Série A do Brasileirão, sendo que seu melhor resultado foi um terceiro lugar na Série B. em 1995. Vale lembrar que o Mogi Mirim ficou conhecido no início dos anos 90 como “Carrossel Caipira” por ter adotado um modo de jogar semelhante à Holanda de 1974 e quase chegou a final do Campeonato Paulista do ano de 1993.

O Sapo subiu com um empate em casa por 0 a 0 após ter batido o Salgueiro no jogo de ida, em Pernambuco, por 1 a 0. Parabéns Sapo.

Macaé bate o Fortaleza, cala o Castelão e conquista o acesso para Série B FOTO: Natinho Rodrigues / Agência Diário
Macaé empata com o Fortaleza, cala o Castelão e conquista o acesso para Série B FOTO: Natinho Rodrigues / Agência Diário

Macaé Esporte Futebol Clube (Macaé-RJ)

O mais jovem dos clubes que garantiu o acesso à Série B neste ano é o Macaé. Fundado em 17 de julho de 1990, na cidade homônima do norte do estado do Rio de Janeiro, o Macaé Esporte Futebol Clube chamava-se inicialmente Botafogo Futebol Clube e só se profissionalizou em 1998, sendo que adotou seu nome e cores atuais apena em 2000. Entre os grandes feitos do “Alvianil Praiano” ou “Leão”, destaca-se a conquista da Série C do Campeonato Carioca em 1998 (ainda como Botafogo) e o vice-campeonato da Série D do Campeonato Brasileiro em 2009. O clube nunca disputou a Série A do Campeonato Brasileiro e este ano será a melhor participação do Macaé na história do Brasileirão.

A classificação do Leão foi a mais dramática de todas. Após empatar em casa sem gols com o Fortaleza, o Leão foi a Fortaleza e silenciou um Castelão lotado com um empate de 1 a 1, gols de Juba aos 45 do primeiro tempo, para o Macaé, e de Waldison aos 37 do segundo tempo, para o Fortaleza. Vale destacar a atuação épica do goleiro do Macaé, Milton Raphael. Parabéns ao Macaé e a torcida do Fortaleza, que mesmo sem o acesso, fez uma festa incrível no Castelão.

Disputa pelo título continua

Agora, com o acesso garantido, os quatro times vão em busca do título da Série C do Campeonato Brasileiro. Será o primeiro título, para quem quer que o conquiste. O Paysandu recebe o Mogi Mirim no Mangueirão, em Belém, hoje (01/11), às 17 horas (16 horas no horário local) no primeiro jogo das semifinais da Série C. Já amanhã (02/11), ás 19 horas (horário de Brasília), o Macaé recebe o CRB no Moacyrzão em Macaé no segundo jogo de ida das semi-finais. Boa sorte para todos.

Série D

Neste sábado (01/11) serão definidos os finalistas da Série D do Campeonato Brasileiro.

Em Tombos-MG, a Tombense saiu na frente por uma vaga na final da Série D. Jogando em casa o time mineiro venceu o Confiança de Sergipe por 1 a 0, gol de Élvis, aos 15 minutos do segundo tempo. O time mineiro garante a vaga na final com um empate ou derrota por um gol de diferença, desde que também marque gols. Ao Confiança resta vencer o time mineiro por 2 ou mais gols de diferença. 1 a 0 para o Confiança levará a decisão para os pênaltis. O jogo decisivo acontecerá ás 17 horas (16 horas no horário local), no Estádio Presidente Médici em Itabaiana, Sergipe.

Já em Pelotas-RS, o Brasil de Pelotas deu um largo passo para ir à final da Série D. O time gaúcho venceu o Londrina por 3 a 1, com gols de Rafael Foster, aos 14 e 40 do primeiro e Chicão, aos 49 do segundo tempo, para o Brasil, enquanto Bruno Batata descontou para o Londrina aos 34 do primeiro tempo. O Brasil se classifica mesmo perdendo por até um gol de diferença ou por dois, desde que marque 2 ou mais gols. Ao Londrina, resta vencer o Brasil por 3 ou mais gols de diferença ou pelo placar de 2 a 0. O jogo decisivo será realizado às 19 horas (horário de Brasília), no Estádio do Café em Londrina-PR. Boa sorte a todos.

Previous post

GP DOS ESTADOS UNIDOS: O CAMPEÃO PÓSTUMO E A PRIMEIRA VEZ DO BRASIL

Next post

QUAL O PROBLEMA DO BRASIL COM O MUNDIAL DE VÔLEI FEMININO?

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *