Home»Gênios do Esporte»GÊNIOS DO ESPORTE | ROBERTO RIVELLINO

GÊNIOS DO ESPORTE | ROBERTO RIVELLINO

0
Shares
Pinterest Google+

cabeçalho

Todo o ano começa com o aniversário de um dos maiores meias que o futebol mundial já viu. Logo no primeiro dia do ano, Roberto Rivellino faz aniversário e desperta a nostalgia de quem é apaixonado pelo futebol arte. Jogador fora de série, de técnica apurada na perna esquerda destacada, Rivellino era mestre em lançamentos longos e passes precisos, potentes chutes de longa e meia distância. Foi também exímio cobrador de faltas e ficou temido pelos campos mundo afora, em virtude da sua “patada atômica”.

Eternizou o elástico como seu drible característico e fez parte de grandes esquadrões das décadas de 60 e 70, com destaque para a seleção do tri, onde foi um dos vários camisas 10 daquele time. Seu coração foi do Corinthians, mas por um desentendimento com a torcida, numa época em que o time vivia um jejum de títulos, o “Reizinho do Parque” teve que dar adeus a sua casa e levar sua arte para o Rio de Janeiro, onde foi ser ídolo no Fluminense. Entretanto, seu lugar no panteão dos maiores do Parque São Jorge jamais foi ameaçado.

Cabe ressaltar que o fato de Rivellino ter nascido numa família de imigrantes italianos de Macchiagodena não fez em momento nenhum com que ele tivesse relação com o Palmeiras, sendo que começou sua carreira como amador no Clube Atlético Indiano na capital paulista, tendo apurado ainda mais sua técnica no futebol de salão do E.C. Banespa. No fim da carreira jogou na Arábia Saudita e ao voltar ao Brasil, chegou a treinar no São Paulo, mas nunca concretizou sua ida para o clube. Em 1978, disputou um amistoso pela equipe do New York Cosmos, do amigo Pelé, contra a equipe do Atlético de Madrid. Os espanhóis venceram por 3 a 1, sendo que o gol do Cosmos foi anotado por Rivellino.

Na seleção foram duas Copas e uma convocação para a terceira onde não jogou devido a uma contusão. Em 74 foi o maior destaque do time que não repetiu o feito de 70, quando encantou o mundo e colocou Rivellino como um dos gigantes do futebol, inspirando gerações futuras, como o craque argentino Diego Maradona.

geniosdoesporte

Previous post

JOGADAS DA SEMANA | BICICLETAS VARIADAS, DRIBLES E TROCAS DE PASSE ÉPICAS

Next post

BRONCOS E PANTHERS: TEMOS UM SUPERBOWL!

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *