Home»Futebol Nacional»É HORA DA FAXINA

É HORA DA FAXINA

0
Shares
Pinterest Google+
Sede da CBF que é alvo de investigação da CPI do Futebol por superfaturamento em obra. FOTO: Divulgação
Sede da CBF que é alvo de investigação da CPI do Futebol por superfaturamento em obra. FOTO: Divulgação

O Brasil passa pelo momento mais conturbado de sua história democrática. Se em Brasília Congresso e Governo não conseguem ter diálogo civilizado, a CBF está entregue as moscas. Como um condenado a morte, a Confederação espera por um tiro de misericórdia, que pode vir, a qualquer momento, dos Estados Unidos.

Os Americanos, que até pouco tempo não ligavam para o esporte mais popular do mundo, viu o futebol crescer dentro de seu território em público e renda. Criaram uma liga que se fortalece a cada temporada, a seleção nacional começa a demonstrar evolução técnica, e a paixão pelo esporte vai tomando conta do país.

Por estes e outros motivos, o Estados Unidos percebeu que era necessário participar mais profundamente da FIFA. Passaram a acompanhar a entidade que comandava o futebol, descobriram fraudes e um grande esquema de corrupção que beneficiava importantes dirigentes da instituição. Foi então que as coisas começaram a mudar no futebol, e que, para o bem da CBF e do futebol brasileiro, desencadeou na limpeza forçada de nossa Confederação.

Com um presidente licenciado que não acompanhou a seleção em nenhum jogo fora do país por medo de ser preso e que foi indiciado pela polícia americana por corrupção, um vice-presidente preso nos Estados Unidos, e um ex-presidente que também foi indiciado por corrupção, a CBF vive dias de incertezas. Mesmo tecnicamente fora do comando, Del Nero tenta manter sua influência na CBF, uma demonstração clara de medo do que pode ser descoberto caso ele perca o controle total da entidade, provas que podem comprometer ele, seu grupo, parceiros, até mesmo dentro do Brasil.

Mas fato é que o futebol brasileiro nunca teve um momento tão propício para mudanças. É hora de limpar a casa, acabar com as obscuridades que sempre rondaram a CBF e iniciar do zero uma nova Confederação, com mais diálogo, transparência e participação efetiva dos clubes.

Mesmo em fase inicial esta batalha pode representar dias melhores para clubes, seleção e Confederação. Entretanto, para isso, será necessária uma faxina completa. Mudança de toda diretoria atual por pessoas que pensam o futebol de forma atualizada, e que possam conduzir a CBF como uma instituição, cumprindo as regras e sendo transparentes com clubes e torcedores.

O Brasil, os brasileiros, o torcedor não aguenta mais tanto descaso. Banalizamos a corrupção e passamos a considerar normal o intolerável. Se a CBF é o Brasil que deu certo, entendemos agora porque vivemos dias de caos e incertezas em todas as áreas do país. Quem nesta luta vença a sociedade, o brasileiro trabalhador, o Brasil de verdade, o nosso futebol.

Previous post

BARCELONA CAMPEÃO DO MUNDO! UMA MERA FORMALIDADE

Next post

À NORUEGA O TÍTULO, AO BRASIL A CRISE INTERNA NO HANDEBOL

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *