Home»Futebol Internacional»Mundial de Clubes da FIFA»A mais insana das loucuras: Corinthians é campeão mundial

A mais insana das loucuras: Corinthians é campeão mundial

0
Shares
Pinterest Google+

Mundial-de-Clubes-da-FIFA---CORINTHIANS-CAMPEAO

por Bruno Santos

O último domingo, dia 16/12/12, jamais será esquecido por nenhum corintiano. O time da Fiel foi campeão mundial de clubes ao derrotar o Chelsea por 1×0, gol do talismã Paolo Guerrero, chegando ao ponto mais alto de sua tradicional história. Naquele que foi o capítulo mais bonito da história do time, intitulado de “A invasão corintiana ao Japão”, o time paulista ganhou o mundo, com direito ao segundo maior público das decisões do mundiais (5º se levarmos em consideração o “Mundial” do Brasil em 2000), 68.265 espectadores, na sua grande maioria corintianos.

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=USwZVLDJ8lc]

Mais do que o título, o Corinthians será o assunto do post. Como não temos nenhum corintiano na equipe do blog e, até por isso, pretendemos fazer a mais isenta das análises. Para isso, temos que deixar claro que não gostamos do Corinthians. Isso não nos faz diferente da imensa maioria dos torcedores brasileiros que não torcem para o time do Parque São Jorge. Na verdade, o que nos difere é sermos capazes de enxergar os méritos do time, mesmo que tenhamos torcido muito contra. E muito mesmo.

O Corinthians mereceu o título mundial, assim como mereceu a Libertadores. Ganhou com aplicação tática e com uma doação por parte dos jogadores – coisa rara hoje em dia. O time não se distanciou do seu objetivo em momento algum nessa caminhada e isso foi o principal fator para que o time tivesse o maior ano de sua história. Soube de suas limitações e se aplicou em minimizá-las e, abdicou do bom futebol em prol do futebol eficiente. Acertou três chutes a gol nas duas partidas do Mundial, fez dois gols e foi campeão. Contou com Cássio, que se firmou como herói corintiano ao lado de Paolo Guerrero, decisivo como Emerson fora na Libertadores. Contou com a torcida, que fez dos estádios do Japão a casa do Corinthians. E enfrentou um o Chelsea que não era o rival mais qualificado da Europa, mas que ainda assim deu muitíssimo trabalho. A verdade é que foi do jeito que o corintiano gosta e num ano em que de quebra, o Palmeiras foi rebaixado. Ser alviverde em Sampa deve ser um verdadeiro suplício nos dias de hoje.

Foi merecido, apesar de não precisarmos passar o resto da vida sendo lembrados pela mídia bairrista disso. Aliás, foi o cenárioque essa mídia sempre quis. Temos sido afogados em um incessante e irritante júbilo ao título tão importante quanto os conquistados anteriormente por Santos, São Paulo, Grêmio, Inter e Flamengo. Nem mais nem menos importante, porém com uma cobertura assustadoramente maior que os demais. Será que isso é só pela audiência? Enfim, deixemos isso de lado. Se formos relevar tudo o que existe de dúbio e nebuloso em relação ao Corinthians, principalmente nos últimos 20 anos, escreveríamos um livro.

O que queremos deixar com este post é que Corinthians provou que consegue ser campeão dentro de campo, sem fazer uso dos artifícios duvidosos e de “parcerias” especialmente providenciais, que trazem para dentro de campo vantagens que fazem toda a diferença na hora da competição. Talvez se o Corinthians voltasse a ser o Timão da Fiel e resgatasse o espírito da “Democracia Corintiana” de Sócrates, ele deixasse de ser o time mais odiado do Brasil. Talvez não existiriam mais vídeos como o que segue abaixo.

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=QoRzOGAnFKQ]

Não podemos provar nada, mas podemos nos guardar o direito de duvidar e de não gostar de um time que, infelizmente, não inspira confiança. Enfim, parabéns ao Corinthians. Parabéns ao bando de loucos. Mas nada muda em relação à imagem da equipe.

Previous post

Corinthians e Chelsea se enfrentam pelo maior título da história de ambos

Next post

NFL Playoffs - Rodada de Wild Card promete ser a melhor dos últimos anos

1 Comment

  1. Rafael
    20/12/2012 at 13:19 — Responder

    Belo post, não tenho raiva do Corinthians, pelo contrário, sempre foi um adversário difícil de ser batido, sempre proporcionou ao Galo confrontos memoráveis(Apito prevalecendo em muitos). Possuem uma torcida fiel, fanática como a do nosso alvinegro das alterosas. Mais difícil que engolir esse “gole” de Corinthians “oferecido” pela mídia, foi aturar o São Paulo campeão brasileiro três anos seguidos com times medíocres, isso sim foi árduo. Que ano que vem possa ser o ano do Galo em Marrocos! Are baba!

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *