Home»Futebol Nacional»Copa do Brasil»A COPA DO BRASIL SENDO COPA DO BRASIL

A COPA DO BRASIL SENDO COPA DO BRASIL

0
Shares
Pinterest Google+

Copa-do-BrasilAlém de caminho mais curto para a Libertadores, a Copa do Brasil sempre foi o paraíso das zebras. Se elas nem sempre chegam ao título, pelo menos nos rendem bons momentos de zoação com as suas vítimas. E na última semana a Copa do Brasil nos lembrou de como ela é boa nisso.

A competição já tinha nos premiado com a classificação do Novo Hamburgo para as oitavas de final, seguindo os passos do bucólico XV de Novembro de Campo Bom. Infelizmente o time gaúcho escalou o meia Preto de maneira irregular e acabou punido pelo STJD, com a perda da vaga. Preto recebeu suspensão de duas partidas, cumpridas contra o J. Malucelli e na partida de ida contra o ABC, em Natal. Entretanto, o jogador ficou sem contrato no intervalo entre os dois jogos e, portanto, para o STJD, o atleta cumpriu apenas uma partida. Uma pena.

Outro que passou raspando foi o bom time do Londrina, que chegou a vencer o Santos por 2×1 no Estádio do Café e segurar o empate em 0x0 na Vila até o intervalo. Não fosse a grande atuação de Robinho e os 2×0 no segundo tempo, o Peixe seria mais uma vítima de zebra na competição.

Ceará faz a festa junto da sua torcida e despacha o Inter. FOTO: LC Moreira/Futura Press
Ceará faz a festa junto da sua torcida e despacha o Inter. FOTO: LC Moreira/Futura Press

O Inter foi varrido da competição pelo líder da série B do Brasileirão, o bom time do Ceará. Com uma vitória de 2×1 no Beira Rio e outra de 3×1 no Castelão, o time do veterano Magno Alves despachou um dos postulantes ao título brasileiro, dono de um dos melhores elencos do país. Depois da derrota em casa, o Inter praticamente abdicou da competição, levando um time misto para Fortaleza, dando indícios de que focaria na Copa Sul-Americana.

Bragantino surpreende o São Paulo em pleno no Morumbi. FOTO: Futura Press
Bragantino surpreende o São Paulo em pleno no Morumbi. FOTO: Futura Press

A mesma possibilidade foi ventilada para o São Paulo, mas o que vimos em campo não foi para isso. O tricolor até poupou Kaká, mas longe de abdicar da competição, trazia a vantagem do 2×1 fora de casa e ainda abriu o marcador. O problema é que a noite foi excessivamente apática e a virada com três gols no segundo tempo, para o Bragantino, integrante da zona de rebaixamento da série B, foi um golpe mais do que merecido.

E o que dizer do Santa Cruz, do lendário Caça-Rato. Uma atuação pífia em casa, não passando do empate em 1×1 com o completamente desconhecido Santa Rita de Alagoas (particularmente é a primeira notícia que tenho desse simpático clube), selou a eliminação dos pernambucanos. A partida de ida havia sido vencida pelos alagoanos por 3×2.

Pimpão comanda América-RN que impõe vexatório 5x2 ao Fluminense. FOTO: Futura Press
Pimpão comanda América-RN que impõe vexatório 5×2 ao Fluminense. FOTO: Futura Press

Esse aqui não teve argumento. Naturalmente nada se compara e talvez nunca se comparará ao desastroso feito do Fluminense, ao ser eliminado em casa pelo América-RN. Esse fato merecerá um post só sobre ele, pois não é todo o dia que acontece uma coisa daquelas. Vencer por 3xo fora de casa e sair do intervalo do jogo de volta vencendo por 2×1 é o tipo de coisa que inviabiliza qualquer virada, certo? Bom pergunte ao Fluzão…

Enfim, a Copa do Mundo acabou, mas a zueira continua viva. Os aprendizes de Costa Rica estão firmes na Copa do Brasil. Os grandes é que se cuidem!

 

 

Previous post

DIFERENTE, COMO A LIBERTADORES FOI, "EL CICLÓN" É CAMPEÃO

Next post

CALVÁRIO PALMEIRENSE CHEGA AO Z4

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *