Home»Fórmula 1»AZERBAIJÃO 2016 | ROSBERG VENCE A PRIMEIRA EM BAKU

AZERBAIJÃO 2016 | ROSBERG VENCE A PRIMEIRA EM BAKU

0
Shares
Pinterest Google+

Este ano será a primeira vez que haverá uma etapa da Fórmula 1 com o nome de GP do Azerbaijão. No entanto o Circuito de Rua de Baku já recebeu uma etapa da F1. A corrida em questão foi no ano passado com o nome de GP da Europa.

Nico Rosberg venceu no Azerbaijão em 2016, com Sebastian Vettel em segundo e Sergio Pérez em terceiro. FOTO: formula1.com

Naquele dia 26 de junho de 2016… Apesar da freada forte e da curva estreita a esquerda com o muro colado, tivemos a largada sem grandes incidentes, apenas alguns toques de leve no pelotão de trás. O pole Nico Rosberg começou bem e manteve a ponta, seguido por Ricciardo, Vettel e Raikkonen. Hamilton se manteve em 10º.

Largada do GP da Europa. FOTO: formula1.com

Na 5ª volta Vettel deu o bote em Ricciardo no fim da reta e assumiu a 2ª colocação. Imprimindo um ritmo forte e se beneficiando pela batalha pelo 2º lugar, Rosberg abriu 8s de vantagem na liderança em poucas voltas.

Ainda sem ter parado nos boxes, Hamilton já aparecia em quinto na décima volta. O britânico deu o bote em Bottas e assumiu o quarto lugar. Lá na frente, também sem ter feito pit stop ainda, Rosberg já havia aberto 15s de vantagem para Vettel, quase 30s sobre Hamilton.

Raikkonen foi punido com o acréscimo de 5s por ter passado com as quatro rodas pela linha de entrada do pitlane. O finlandês poderia cumprir a punição no próximo pit stop ou ter o tempo acrescido após o fim da corrida. Na 19ª volta, o finlandês passa Ricciardo no fim da reta e toma 4º lugar. À frente deles, apenas Rosberg, Vettel e Bottas, que ainda não haviam parado nos boxes.

Com a RBR claramente sofrendo com o desgaste de pneus, Ricciardo perdeu, em sequência, posições para Pérez e Hamilton. O australiano, então, seguiu o companheiro e também partiu para mais uma parada e colocou pneus médios. Com mais da metade da prova completada, a classificação era a seguinte: 1º Rosberg, 2º Raikkonen, 3º Vettel, 4º Pérez, 5º Hamilton, 6º Massa, 7º Bottas, 8º Hulkenberg, 9º Ricciardo e 10º Verstappen.

Na volta 31 Hamilton reclamou de potência no motor, o quinto colocado e foi avisado pela equipe de um problema, aparentemente, na configuração que ele estava usando. “Posso resetar?”, perguntou o britânico. Suspeitando de problemas em suspensão, Sainz parou carro na área de escape e abandona.

Por causa das limitações de comunicação entre engenheiro e piloto a partir deste ano, Hamilton sofria para descobrir seu problema de configuração. “Eu vou mudar tudo no carro”, disse. “Errr… Não podemos lhe dar orientações, Lewis”, respondeu a equipe.  “Isso é ridículo, caras. Não quero ficar olhando para o volante a cada 5s tentando descobrir qual botão está na posição errada. Posso dar sugestões e vocês responderem OK ou não?”, pergunta o piloto. “Não é possível”, responde o engenheiro. Sem conseguir imprimir um ritmo forte, o inglês perdeu contato com o quarto colocado Pérez.

Hamilton “apanhou” do carro durante parte da corrida. FOTO: formula1.com

 

O terceiro abandono do dia veio com Pascal Wehrlein. “Estou sem freios”, disse o alemão da Manor, que teve dificuldades para parar o carro na área de escape. Um perigo em um circuito em que os pilotos podem ultrapassar as marcas de 360km/h.

Na penúltima volta, Verstappen conseguiu mais uma posição, ao passar Hulkenberg e subir para oitavo. Mesmo sem precisar passar Raikkonen para chegar em 3º em razão dos 5s de punição do finlandês, Pérez preferiu garantir o pódio na pista, ultrapassando o Homem de Gelo na abertura da volta final.

Com tranquilidade, Nico Rosberg cruza linha de chegada 16s à frente de Vettel. Pérez completa pódio. Raikkonen chega em 4º, seguido por Hamilton, Bottas, Ricciardo, Verstappen e Hulkenberg. Massa fecha zona de pontuação, em 10º. Nasr termina em 12º. (Adaptação de texto do site globoesporte.com).

Nico Rosberg venceu o GP da Europa de 2016. FOTO: formula1.com

 

O vídeo a seguir mostram os melhores momentos daquela corrida.

 

Para conhecer um pouco mais sobre a história do GP do Azerbaijão, clique aqui. Veja também as equipes e os pilotos da temporada 2017.

Previous post

STARTCAST #6 - COPA DAS CONFEDERAÇÕES

Next post

E PITTSBURGH COMEMOROU DE NOVO NA NHL

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *