Home»Deu Zebra!»DEU ZEBRA! “LA BRUJITA” ESTAVA SOLTA

DEU ZEBRA! “LA BRUJITA” ESTAVA SOLTA

0
Shares
Pinterest Google+

Estudiantes LP captain Veron celebrates with trophy after victory against Cruzeiro in Copa Libertadores second leg final soccer match in Belo Horizonte

Um jogo que tinha tudo para ser a celebração do tricampeonato do Cruzeiro na Taça Libertadores da América acabou entrando para o hall de frustrações do futebol brasileiro. Naquela noite de 15 de Julho de 2009, quase todos os 60 mil presentes no Mineirão, em Belo Horizonte esperavam pelo título do time celeste, pautados numa campanha fantástica.

Uma campanha de 9 vitórias, 2 empates e apenas uma única derrota (para o mesmo Estudiantes em La Plata, na primeira fase), colocou o Cruzeiro na decisão, com 21 gols a favor e 10 sofridos; tendo eliminado São Paulo e Grêmio fora de casa, com um futebol digno de campeão.

Não bastassem os números, o time azul arrancou um importante empate em 0x0 no estádio Ciudad de La Plata, que colocou a decisão no Mineirão, levando boa parte da torcida a creditar o título como certo, dada a superioridade técnica do time celeste.

Os dois jogos da decisão tiveram como pano de fundo a epidemia de gripe H1N1 na Argentina, que poderia até ser apresentada como causa da apatia do time do Cruzeiro, se não fosse isso uma enorme injúria com a realidade.

Cruzeirenses comemoram o gol de Henrique. FOTO: globoesporte.com
Cruzeirenses comemoram o gol de Henrique. FOTO: globoesporte.com

O que se viu no primeiro tempo da decisão foi um jogo nervoso, em que o Cruzeiro não jogou o seu futebol vistoso de outras partidas e o Estudiantes levou o jogo na catimba e teve até uma ou outra boa chance. Verón, como de custume guiava o time, e o atacante “Gata” Fernandez desabava na área a cada ataque, tentando cavar uma expulsão.

O segundo tempo começou da mesma forma, mas numa das poucas jogadas de ataque concisas, o Cruzeiro abriu o placar, com um chute de Henrique que desviou no zagueiro e morreu no canto da arqueiro argentino. Confesso que me lembrei de 97. O Mineirão ainda explodia de alegria, quando Verón lançou Cellay na ponta direita. Ele ganhou de Magrão na corrida e cruzou certeiro para Fernandez empatar no meio da zaga, cinco minutos depois do gol azul. O clima ficou tenso. O time do Cruzeiro continuou omisso em campo e desordenado. O golpe fatal veio aos 27 minutos, quando Verón bateu escanteio na cabeça de Boselli, artilheiro da competição, que virou a partida. o Mineirão se calou e o time do Cruzeiro sentiu o golpe. Desordenado tentou atacar e tee até boas chances, como o chute de Tiago Ribeiro na trave e as duas bolas chutadas por cima, pelo próprio Tiago e por Tiago Heleno, após cobranças de escanteio.

Jogadores comemoram a virada argentina. FOTO: globoesporte.com
Jogadores comemoram a virada argentina. FOTO: globoesporte.com

O que se viu depois foi só desolação. O Estudiantes venceu por 2×1 e sagrou-se tetra-campeão, fazendo a alegria de sua torcida e mostrando que o clã dos “bruxos” da família Verón continua a aprontar das suas.

CRUZEIRO 1 x 2 ESTUDIANTES
Cruzeiro: Fábio, Jonathan, Leonardo Silva, Thiago Heleno e Gerson Magrão; Henrique, Marquinhos Paraná, Ramires e Wagner (Athirson); Kléber e Wellington Paulista (Thiago Ribeiro). Técnico: Adilson Batista.
Estudiantes: Andújar, Cellay, Desábato, Schiavi e Germán Ré; Braña (Sánchez), Verón, Enzo Pérez e Benítez (Juan Manuel Díaz); Gastón Fernández (Calderón) e Boselli. Técnico: Alejandro Sabella.
Gols: Henrique, aos 7, Fernández, aos 12, e Boselli, aos 27 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Kléber (Cruzeiro); Verón, Braña, Cellay, Sánchez (Estudiantes).
Estádio: Mineirão, em Belo Horizonte (MG) Data: 15/07/2009.
Árbitro: Carlos Chandía (CHI). Auxiliares: Patrício Basualto (CHI) e Francisco Mondría (CHI).
Público: 64.800 pagantes

Post original do blog Quando a zebra entra em campo

Previous post

PLANEJAMENTO, ORGANIZAÇÃO E MUITO FUTEBOL: ALEMANHA TETRACAMPEÃ MUNDIAL

Next post

OS MELHORES DA COPA

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *