Home»Start Sports»CURIOSIDADES E HISTÓRIAS DA CHAMPIONS LEAGUE

CURIOSIDADES E HISTÓRIAS DA CHAMPIONS LEAGUE

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Vai começar mais uma temporada da UEFA Champions League! E pra você ficar mais bem informado sobre o maior torneio de futebol de clubes do mundo, este post mostrará algumas estatísticas e dados interessantes da competição que, assim como a Copa do Mundo, reúne a “nata” do futebol mundial.

O primeiro campeão, o maior campeão em sequência, o maior campeão, o atual campeão

O título desta sessão podia ser apenas Real Madrid. Sim, todas as atribuições acima são do Real Madrid Club de Fútbol. Considerado por muitos “o maior clube do mundo”, tal alcunha se deve principalmente as marcas conquistadas pelos “Blancos” na Champions.

O primeiro campeão

Juan Alonso; Atienza, Marquitos, Rafael Lesmes, Miguel Minhõz (c); José Maria Zárraga, José Iglesias Fernández, Ramón Marsal, Alfredo Di Stéfano; Héctor Rial, Francisco Gento, comandados por José Villalonga.

Em 13 de junho de 1956, esse esquadrão histórico conquistava a primeira Taça dos Clubes Campeões Europeus (nome da Champions League entre as temporadas 55/56 e 91/92) ao bater, de virada, o Stade Reims de Raymond Kopa por 4 x 3, no Parc des Princes em Paris.

Primeiro título da Champions conquistado pelo Real Madrid.
Primeiro título da Champions conquistado pelo Real Madrid. FOTO: arquivo Real Madrid

O maior campeão em sequência

O título conquistado em 1956 seria só o primeiro dos cinco títulos que o Real Madrid conquistou em sequência até 1960. Gento, Di Stéfano, Rial, Juan Alonso, Lesmes e Zárraga , além de Juan Santisteban e Marcos Alonso Imaz, colaboraram para que o Real detenha até hoje tal marca na competição.

Uma das várias festas madridistas no penta.
Uma das várias festas madridistas no penta. FOTO: acervo Real Madrid

E não é só isso: o tri conquistado por Zidade e Cia., de 2016 a 2018, fez do Real  o primeiro, e até agora único, campeão consecutivo da era UCL, iniciada em 92/93.

O maior campeão

Depois do penta 1956-1960 e do título de 1966, o Real Madrid SEMPRE e de MANEIRA ISOLADA foi o maior campeão da Champions. Mesmo com 32 anos sem títulos entre 1966 e 1998, tal marca jamais foi alcançada por algum time rival. Quem chegou mais perto foi o Milan, que conquistou 5 títulos entre 1962 e 1994. Atualmente os Blancos detém 13 títulos (7 na era UCL) do principal torneio de clubes do mundo. Bem atrás vem o Milan, com 7 taças.

Real Madrid faturou o 13º título da Champions League em 2018.
Real Madrid faturou o 13º título da Champions League em 2018. FOTO: Sergey Dolzhenko/EFE

Mas como a Champions não é só Real Madrid, vamos ver outros fatos e dados curiosos relacionados ao torneio da “Orelhuda”

O maior artilheiro

Cristiano Ronaldo detém atualmente a marca de maior goleador da Champions. O “gajo” tem contabilizados até a publicação deste texto (até a data de publicação do artigo, 18/09/18), 121 gols marcados pelo torneio continental jogando por Manchester United e Real Madrid. Agora na Juventus, CR7 quer ampliar esta marca, até porque, o segundo maior artilheiro do torneio, com 103 gols, também está na disputa do mesmo, que é o argentino Lionel Messi.

CR7 em um de seus gols decisivos pelo Real.
CR7 em um de seus gols decisivos pelo Real. FOTO: EPA

Antes da passagem destes “2 extraterrestres” Raúl González era o maior artilheiro da Champions, com 71 gols. Além de CR7 e Messi, Karim Benzema (6º maior artilheiro do torneio com, por enquanto, 56 gols) e Zlatan Ibrahimovic (9º maior artilheiro empatado com Di Stéfano, com 49 gols) são os maiores goleadores que ainda estão em atividade como jogadores de futebol.

Os maiores vencedores da Champions

Ninguém conquistou tantas vezes a Champions quanto Francisco “Paco” Gento. O espanhol esteve presente em todas as seis primeiras conquistas do Real Madrid no principal torneio continental europeu.
Cristiano Ronaldo que ganhou 1 título pelo Manchester United e quatro pelo Real Madrid tenta igualar o feito de Paco Gento.

Paco Gente colecionou títulos no início da história da Champions.
Paco Gente colecionou títulos no início da história da Champions. FOTO: acervo Real Madrid

Como técnicos, Zinedine Zidane, Bob Paisley e Carlo Ancelotti conquistaram a taça três vezes, mas somente “Zizou” conquistou a mesma de maneira consecutiva.

O estádio mais utilizado para a final

Desde seu início a final da Champions ocorre em jogo único, em um estádio pré-determinado – geralmente antes do início da temporada. O Estádio de Wembley, localizado em Londres, na Inglaterra, é até agora o estádio que mais sediou finais da UCL.

Somando as finais no antigo e novo Wembley o estádio oficial do English Team já sediou sete finais de Champions. A última delas foi em 2013, quando o Bayern de Munique venceu o Borussia Dortmund por 2 x 1 e conquistou seu 5º título.

Maiores goleadas

Apesar de reunir os melhores jogadores do mundo, placares dilatados não são estranhos na história da Champions.

As três maiores goleadas na história da Champions são, relativamente recentes. Em 2001, o Porto fez 8 x 0 no Barry Town do País de Gales, pela segunda eliminatória da temporada 2001/02. Em 2007, o Liverpool repetiu o placar contra o Beşiktaş, pela fase de grupo na temporada 2007/08. A mais recente é de 2015. O Real Madrid fez o terceiro 8 x 0 na história da Champions contra o Malmö da Suécia, na temporada 2015/16.

<style=”text-align: center;”>

Em finais as maiores goleadas pertencem a Bayern de Munique e Milan. Os bávaros golearam por 4 x 0 o Atlético de Madrid em jogo extra após o empate no primeiro jogo por 1 x 1, na decisão da temporada 73/74. Já na final da temporada 1993-94, o time italiano enfiou os mesmos 4 x 0 no Barcelona comandado por Cruyff e que tinha em seu elenco, entre outros, Guardiola, Romário e Ronald Koeman.

<style=”text-align: center;”>

Jogo com mais gols

O jogo com mais gols na história da Champions teve 12 gols. Em 2016 o Borussia Dortmund ganhou do Légia Varsóvia por 8 x 4. Haja gols!

O país com mais títulos

Se o Real Madrid fosse um país ele seria àquele com mais títulos da Champions. Somando-se os 5 do Barcelona, a Espanha lidera o ranking com 18 títulos. Logo atrás, vem a Itália, com 12 títulos (7 do Milan, 3 da Internazionale e 2 da Juventus) e 16 vices e a Inglaterra com 12 títulos e 8 vices.

Maior sequência de campeões inéditos

Entre 1985 e 1988, quatro times diferentes conquistaram a antiga Taça dos Campeões Europeus de Futebol pela primeira vez: Juventus (84/85), Steaua Bucareste (85/86), Porto (86/87) e PSV Eindhoven (87/88). Até hoje, essa é a maior sequência de campeões inéditos na história da Champions.

O histórico título do Steaua Bucaresti. FOTO: acervo UEFA

Maior sequência de times alternados a conquistarem o título

Entre 1991 e 1999, nove times diferentes conquistaram a Champions. Estrela Vermelha (90/91), Barcelona (91/92), Olympique Marselha (92/93), Milan (93/94), Ajax (94/95), Juventus (95/96), Borussia Dortmond (96/97), Real Madrid (97/98) e Manchester United (98/99) faturaram a taça. A sequência alternada foi quebrada pelo Real Madrid na temporada seguinte (99/2000).

A difícil missão de ser um campeão inédito

O atual nível financeiro dos principais clubes europeus mudou uma realidade na Champions. De 1961 a 1992, no máximo a cada 3 anos , a antiga Taça dos Campeões Europeus de Futebol tinha um novo campeão. Assim sendo, considerando o título do Olympique Marselha – já como UCL – tivemos 20 times campeões da Champions neste período.

Mas, de 1994 pra frente, tivemos somente dois campeões inéditos da Champions. O Borussia Dortmund (96/97) e 15 anos depois o Chelsea.

Jogadores do Chelsea erguem a taça inédita para a galeria do clube no Stamford Bridge.
Jogadores do Chelsea erguem a taça inédita para a galeria do clube no Stamford Bridge. FOTO: Reuters

Isso configura-se como um peso adicional principalmente para os “novos ricos” Manchester City e PSG conquistarem seus primeiros títulos da UCL. Apesar dos pesados investimentos que vem sendo feitos pelos donos dos dois times, o máximo que os um deles conseguiu foi uma semifinal pelo City na temporada 2015/16, sendo eliminados pelos atuais campeões Real Madrid.

Post Anterior

ITÁLIA 1993 | FAZENDO UM 360º EM MONZA

Próximo Post

A FIFA E O PRÊMIO QUE NEM SEMPRE PREMIA O "THE BEST"

Sem Comentários

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *