Home»Futebol Nacional»Copa do Brasil»COPA DO BRASIL | Grandes momentos da Torre de Babel do futebol brasileiro

COPA DO BRASIL | Grandes momentos da Torre de Babel do futebol brasileiro

0
Shares
Pinterest Google+

Copa-do-Brasil

Começou a tradicional Copa do Brasil, o caminho mais curto para a Libertadores. Com time de tudo o que é rincão do país e capaz de despertar uma variedade imensa de sentimentos no torcedor, a competição passou por mudanças no ano passado e resgatou um pouco do seu brilho, desgastado por edições pífias. Duas certeza temos: a cada ano vamos conhecer um novo time (que nem de longe passaria pela nossa cabeça) e, a qualquer momento, aquela zebrona marota pode dar as caras.

Enfim, para fazer uma pequena homenagem a Copa do Brasil, confira alguns momentos marcantes da competição.

28/02/91 | Atlético-MG 11×0 Caiçara – A maior goleada da história

No Piauí foi duro, vitória por 1×0. Já no Independência, o Galo passou o trator por cima e deu ré. Gérson que o diga: foi artilheiro da competição com seis gols, sendo cinco marcados neste jogo.

30/05/91 | Grêmio 1×1 Criciúma – O Criciúma e Felipão aparecem para o Brasil

Hoje respeitamos muito o Criciúma “Dortmund” e Felipão, mas naquela época eles foram uma zebraça. Ainda mais quando arrancaram o empate na decisão com o Grêmio, que foi crucial para o título.

19/06/96 | Palmeiras 1×2 Cruzeiro – A virada do Parque Antártica

O lendário Palmeiras da Parmalat atropelou todo mundo e quando fez 1×0 em casa, começou a comemorar o título. Mas Dida operou milagres e o Cruzeiro virou, num dos jogos mais emocionantes da história. E a furada do Amaral… E a bola que Veloso soltou…

01/06/97 | Flamengo 2×2 Grêmio – Ah, eu sou gaúcho!

Com o 0x0 em Porto Alegre o Flamengo se preparou para o título no Maraca lotado. Teve até gol de cabeça do Romário, mas de nada adiantou, pois o Grêmio conseguiu o empate com gols e o tri da competição. Dá para ver que Paulo Nunes já era bem falastrão naquela época.

12/05/99 | Palmeiras 4×2 Flamengo – E o “Filho do Vento” levou a classificação do Mengão

A vitória do Flamengo por 2 a 1 na ida, era uma boa vantagem. Quando os cariocas fizeram 2×1 no Pq. Antártica então nem se fala. Aos 35 do 2º tempo, o Palmeiras só se classificaria se fizesse 3 gols. Mas para  Euller “O Filho do Vento”, era tempo de sobra. Mas francamente defesa do Flamengo…

27/06/99 | Botafogo 0x0 Juventude – Recorde sem taça

O Botafogo já havia eliminado o Palmeiras e o Juventude não parecia ser o adversário mais difícil. Perder em Caxias por 2×1 ainda não parecia o fim. Na decisão do Maraca, o recorde de público da competição: 101.581 pessoas. Bom o Juventude não se intimidou e, como é de praxe no Botafogo, o fim não foi lá o esperado.

09/07/00 | Cruzeiro 2×1 São Paulo – A falta que furou a barreira

O empate em 0x0 no Morumbi deu ao time do Cruzeiro uma vantagem ilusória e, quando André falhou na falta de Marcelinho Paraíba o São Paulo fez 1×0 e obrigou o Cruzeiro a virar. Só aos 35 do 2º tempo Fábio Júnior empatou. E só aos 47, numa falta inexplicavelmente mal batida, Giovanni furou a barreira e virou o jogo. Na saída de bola Raí cabeceou e Clebão tirou encima da linha. Um título com cara de teste para cardíaco.

15/05/02 | Corinthians 2×1 Brasiliense – Fim da Febre Amarela

Não vamos entrar no mérito de onde saiu o dinheiro para montar o time, mas o Brasiliense fez história e surpreendeu todo mundo naquela Copa do Brasil. Eliminou Vasco, Náutico, Fluminense e Galo, com direito a goleada de 3×0 no Mineirão. Fez jogo duro com o Corinthians, perdendo de 2×1 no Murumbi e empatando em 1×1 na Boca do Jacaré. Mas ficou para a posteridade os erros de Carlos Eugênio Simon, que pesaram decisivamente contra o Brasiliense.

20/05/04 | Palmeiras 4×4 Santo André – Zebra boa de cabeça

O Santo André já tinha eliminado o Galo e ainda seria campeão contra o Flamengo no Maracanã lotado. Mas esse jogo foi demais. Nas quartas-de-final a zebra do ABC tinha empatado em casa em 3×3 e provavelmente não teria forças para vencer o Palmeiras no Parque Antártica. Mais então empatou em 4×4 e se classificou, com direito ao grande Marcos tomando quatro gols de cabeça.

01/07/05 | Cruzeiro 3×2 Paulista – E juntos venceremos a semente do mal

Cantando a música do He-Man eles foram indo e foram indo. Como bons caipiras, o Paulista de Jundiaí conquistou a Copa do Brasil com direito a eliminar Botafogo, Inter, Cruzeiro e derrotar o Fluminense na decisão. O grande momento foi a semifinal no Mineirão. Depois de vencer em Jundiaí por 3×1, o time do interior paulista saiu perdendo o primeiro tempo por 3×0 e parecia sem forças, mas dois gols de falta no segundo tempo colocaram o time de volta no caminho do título.

11/05/07 | Botafogo 2×1 Atlético-MG – Olha o Simon de novo

Num duelo válido pelas quartas-de-final o jogo estava 2×1 para o Fogão e o duelo era lá e cá. Grandes jogadas, defesas dos goleiros e, com um a mais, o Galo pressionava muito. Até que, em rebote do goleiro, Tchô sofreu um pênalti para lá de escandaloso. Naturalmente, Simon mandou seguir e mandou o Botafogo para a semifinal.

11/06/08 | Sport 2xo Corinthians – Festa nordestina

O Corinthians vencia por 3×0 o jogo de ia e encaminhava seu título, até que Enilton descontou no finzinho. Esse gol faria toda a diferença. Na Ilha do Retiro o Sport devorou o Timão e com 2×0 garantiu o primeiro título da competição para uma equipe nordestina.

05/05/11 | Coritiba 6×0 Palmeiras – Surra do Coxa

O Coxa vinha de uma arrancada no estadual e na Copa do Brasil e se deparou com o verdão de Felipão nas quartas. Foi um massacre! Impiedosos 6×0 que desmantelaram a equipe palmeirense e levaram o Coritiba a uma série invicta de 24 jogos. Enquanto a defesa do Palmeiras levou Marcos a pensar seriamente em se aposentar.

28/08/13 | Flamengo 1xo Cruzeiro – Elias e seu dia de herói

O Cruzeiro voava no Brasileirão e levou para a Copa do Brasil uma vantagem de empate que foi mantida até os 42 minutos do 2º tempo. Até o gol Elias. O gol foi a virada no torneio, que eliminou o grande favorito e colocou o rubro-negro no caminho do tri.

Previous post

GP DA AUSTRÁLIA DE FÓRMULA 1

Next post

JOGADAS DA SEMANA | Rodada de fazer inveja em Pelé

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *