Home»Fórmula 1»GP DO JAPÃO DE FÓRMULA 1

GP DO JAPÃO DE FÓRMULA 1

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

O GP do Japão de Fórmula 1 é sem dúvida um dos 5 GPs mais tradicionais da Fórmula 1. Claro, pode ser que hajam opiniões distintas, mas dificilmente alguém vai dizer que essa prova não é uma das mais importantes do calendário. Várias vezes o campeão foi decidido na terra do sol nascente e não era incomum que fosse uma das provas mais esperadas da categoria.

O circuito da corrida

O Grande Prêmio do Japão foi, por durante anos a única etapa asiática da Fórmula 1. Tirando-se os anos de 1994 e 1995, onde ocorreu o Grande Prêmio do Pacífico em Aida, também localizado no Japão, somente a partir de 1999, com a inclusão da Malásia, é que a Ásia passou a ter mais etapas do campeonato de Fórmula 1.

Vista aérea do Circuito de Suzuka onde, se realiza o GP do Japão desde 1987. Em 11 ocasiões um piloto saiu de lá como campeão na Fórmula 1. FOTO: www.reddit.com.

Apesar de nunca ter possuído um piloto em condições de lutar por um título mundial da categoria, os japoneses constituem-se de uma das torcidas mais apaixonadas por automobilismo no mundo.

O circuito de Suzuka possui uma particularidade: é o único no qual o traçado da pista se “cruza” (como se fosse um 8). Ou seja, em vários momentos temos os pilotos no mesmo “rumo” da pista, porém, quem está passando “por cima” (se estiver na mesma volta) estará à frente de quem está passando “por baixo’ da pista.

Imagem obtida a partir de uma animação gráfica que mostra o “cruzamento” na pista de Suzuka. FOTO: youtube.com

Composto por longas retas e 18 curvas (incluindo uma sequência de 5 curvas próximas após a curva 2) o traçado possui 5807 metros e o mesmo é um dos últimos circuitos “a moda antiga” como são os casos de Spa na Bélgica e Monza na Itália.

Em situações normais, os pilotos deverão fazer este traçado por 53 vezes para que se, conheça o vencedor da etapa japonesa da Fórmula 1.O traçado do circuito, pode ser visto na figura a seguir.

Circuito de Suzuka onde se realiza o GP do Japão. FOTO: en.wikipedia.org

Dados históricos

O GP do Japão ocorreu pela primeira vez em 1976. Em Monte Fuji, circuito localizado em Shizuoka, o americano Mario Andretti venceu naquele ano. Após 1977, o Japão só voltou a receber uma etapa do mundial de Fórmula 1 em 1987, já em Suzuka, vencida por Gerhard Berger. De lá pra cá a corrida japonesa sempre esteve presente no calendário da Fórmula 1 realizada quase sempre em Suzuka (somente em 2007 e 2008 a corrida nipônica foi realizada novamente em Monte Fuji) totalizando assim 30 corridas até agora, as quais foram vencidas por 16 pilotos diferentes.

O maior vencedor do GP do Japão (e também em Suzuka) é o alemão Michael Schumacher com 6 vitórias alcançadas (todas em Suzuka), seguido pelo alemão Sebastian Vettel com 4 vitórias alcançadas (também todas em Suzuka). Por equipes, quem mais venceu até agora foi a McLaren com 9 vitórias (7 em Suzuka), seguida pela Ferrari com 7 vitórias (todas em Suzuka).

A pole mais rápida foi feita por Lewis Hamilton pela Mercedes em 2017 com o tempo de 1min 27s 319 e a volta mais rápida foi de Kimi Raikkonen pela McLaren, em 2005, com o tempo de 1min 31s 540 (com os carros com motores V10).

Post Anterior

VITÓRIA INGLESA E DRAMA FRANCÊS

Próximo Post

LÍDER VENCE CONFRONTO DIRETO E DISPARA

Sem Comentários

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *