Inscreva-se

 

 

Esportes Americanos

O DIA 13 DE ABRIL DE 2016 NA HISTÓRIA DA NBA

Escrito em: 16/04/2016 às 9:20   /   por   /   comentários (0)
Kobe nos primeiros momentos de aposentadoria. FOTO: Lakers

Kobe nos primeiros momentos de aposentadoria. FOTO: Lakers

O dia 13 de abril de 2016 nunca será esquecido pela NBA. Foi uma daquelas noites épicas, que dificilmente se repetirá na liga. O grande Golden State Warriors quebrou o recorde de vitórias do Chicago Bulls na temporada regular, superando as 72 vitórias do time de Jordan, alcançando as 73 vitórias e apenas 9 derrotas. Mas quase todas as atenções estavam com Kobe.

Os números e a carreira de Kobe Bryant falam por si só. Mas a sua derradeira partida na NBA, contra o Utah Jazz, foi algo incrível. De Jack Nicholson a Magic Johnson, foram inúmeras homenagens ao “Black Mamba”, que já é apontado por muitos como um dos três maiores do Lakers – ao lado de Kareem Abdul Jabbar e do próprio Magic. Foram 20 anos dominantes no Los Angeles Lakers.

Os Jazz já não estavam mais brigando pelos playoffs e o time jogou pelo Kobe. Foram 50 arremessos do “fominha” de 37 anos, que fechou o jogo com 60 pontos. Podia estar com dores, podia estar cansado mas era o último jogo. Valia a pena. Aliás, os quatro meses de despedida valeram a pena.

O Staples Center homenageando a história de Kobe pelo Lakers. FOTO: Lakers

O Staples Center homenageando a história de Kobe pelo Lakers. FOTO: Lakers

Quando Bryant anunciou seu último jogo, deu a NBA a chance de homenagear sua genial carreira. Ele foi recebido por todas as franquias para seu último jogo e, uma a uma, foram rendendo reverências ao craque que tanto os castigou. A liga fez do seu adeus um espetáculo, capitalizou muito com isso e o colocou no lugar que ele merece: entre os gigantes da história.

Mas a noite era muito mais histórica. Enquanto Kobe destruía pela última vez, Curry e os Warriors pulverizavam mais um adversário. O Memphis Grizzlies era a última chance de salvação do recorde do Chicago Bulls de 95/96, que já havia sido igualado.

Na verdade o recorde foi colocado no chão no momento em que os Warriors bateram os Spurs no Texas. Naquele momento, todos entenderam que o recorde estava comprometido. Aliás, falando em recorde, Stephen Curry segue sendo um extra-classe e chegou a mais uma marca histórica. Com 10 bolas de três no jogo, o armador chegou a incríveis 400 arremessos certos de três pontos numa mesma temporada. Algo nunca antes visto.

Curry em uma de suas várias bolas de três. FOTO: Márcio José Sanchez / AP

Curry em uma de suas várias bolas de três. FOTO: Márcio José Sanchez / AP

Se o Golden State vai ganhar o bicampeonato, não sabemos. Mas seu lugar na história está garantido. Assim como o de Kobe. Aliás, o de Kobe está garantido a muito tempo. Seja com a camisa 8 ou com 24 dos Lakers, ou até mesmo a do Dream Team dos EUA, tornou-se uma daquelas lendas que será contada por muito tempo. A lenda do jogador pós-Jordan que mais se aproximou do maior de todos.

Foi uma noite única. Um gênio parou e outro escreveu seu nome mais uma vez na história. Por isso a NBA sobrevive.

Comentários (0)

Escreva um comentário

Comentário
Nome E-mail Website